Servidores da Paraíba unem forças e vão a Brasília para ações contra a PEC 32

out 20, 2021

Serão três dias de muita luta e articulações políticas na tentativa de evitar uma catástrofe. Lideranças da Associação dos Policiais Penais da Paraíba (AGEPEN-PB) estão em Brasília (DF) até a próxima quinta-feira. Eles uniram forças com representantes de outras categorias e participam de uma série de ações contra o projeto de Reforma Administrativa (PEC-32). A meta é evitar a aprovação da proposta ou pelo menos evitar a possibilidade de votação este ano.

A comitiva de servidores paraibanos é composta por Associação dos Policiais Civis de Carreira (ASPOL-PB), Sindicato dos Investigadores de Policia Civil (SINVPOL), Sindicato dos Técnicos e Analistas do Judiciário do Estado da Paraíba (SINTAJ), Associação dos Servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (ASSTJE), Associação dos Docentes da UEPB (ADUEPB), Sindicato dos Trabalhadores da Fundac (SINTAC) e Sindicato dos Integrantes do Grupo Tributação (SINDIFISCO).

Para os servidores, a PEC-32 promove precarização do serviço público prestado à sociedade e das relações de trabalho. A proposta amplia a possibilidade dos trabalhadores serem contratados por empresa privada para prestar serviços públicos, o que vai levar a uma série de privatizações de serviços até então considerados públicos, como saúde e educação.

Compartilhe nas redes sociais